Macho ou Fêmea:
    As vantagens do Sêmen Sexado

    Entenda como funciona a técnica que permite ao criador escolher o sexo da cria antes de aplicar a inseminação artificial, TE ou FIV. O pecuarista brasileiro já conta com uma nova tecnologia que possibilita melhorar a rentabilidade na produção de carne e leite: a sexagem de sêmen.

    Através dessa técnica é possível escolher o sexo do bezerro antes mesmo da gestação ou da produção do embrião por qualquer técnica de reprodução. A grande vantagem está na possibilidade de "planejar" os nascimentos de machos e fêmeas de acordo com as necessidades do rebanho e do mercado. Na pecuária de corte é possível produzir, por exemplo, touros de animais de maior mérito para determinadas características como crescimento e conversão de alimentos.

    Em rebanhos de leite é intensificada a melhora genética sobre as fêmeas, programando a quantidade anual de novilhas de reposição. O gerente da Central ABS em Uberaba, Dr. Fernando Vilella, aponta os principais benefícios da técnica. "Ganhos genéticos, redução de tempo de seleção e direcionamento nos testes de progenie", resume.

    Como funciona:

    A sexagem de sêmen, ou separação de células por citometria de fluxo, foi trazida ao país pioneiramente pela ABS Pecplan em parceria com o Goyaike, laboratório argentino de biotecnologias que tem 15 anos de pesquisas em reprodução animal. O equipamento que possibilita a separação dos espermatozóides que darão origem a bezerros machos ou fêmeas é o único em toda América Latina capaz de analisar de três a quatro mil espermatozóides por segundo, sem danificar a estrutura celular.

    Todas as partidas produzidas são avaliadas e, de acordo com a empresa, somente são liberadas aquelas com padrões mínimos de qualidade e segurança, ou seja, padrões que garantam a fertilidade do sêmen.

    Sugestões técnicas para a utilização do Sêmen Sexado ABS Pecplan:

    Utilizar preferencialmente em novilhas. Selecionar as novilhas com bom escore corporal e que estejam ganhando peso. Inseminar as que apresentaram cio normal com muco límpido e transparente. Inseminar apenas as novilhas que estao calmas, ou seja, as novilhas estressadas inseminar com semen convencional. Recomendamos a utilizaçao da camisa sanitária nas inseminaçoes. Fazer uma prévia avaliaçao sanitária e reprodutiva. O exame ginecológico deve avaliar as condiçoes de ovários e útero e no mínimo que os exames de Tuberculose e Brucelose estejam em dia. Verificar se as principais vacinas relacionadas a reproduçao ( IBR, BVD e Leptospirose ) estao em dia, mas nunca realize as mesmas num período 30 dias antes e 30 dias depois da inseminaçao artificial. As vacinas de Raiva e Febre Aftosa também devem seguir o mesmo intervalo de segurança. Conferir se a vermifugaçao e mineralizaçao do rebanho estao corretas. A observaçao de cios eficiente é muito importante para se obter excelentes resultados e o uso de rufioes com buçal marcador ou outros sistemas sao recomendados para se elevar o percentual de animais identificados em cio. O descongelamento deve ser realizado com água a 35-37 C0 e em seguida deve-se secar a palheta e homogenizar levemente seu conteúdo com 2-3 movimentos suaves. É importante que o corte da palheta e a montagem do aplicador sejam realizados com cuidado para que nao haja refluxo de semen durante a inseminaçao artificial. Inseminador atualizado e experiente sao fundamentais para o sucesso da inseminaçao. O manuseio do semen sexado deve ser feito com extremo cuidado e sempre abaixo do gargalo do botijao para preservar sua qualidade. Problemas de mastite, cascos, falta de conforto para os animais e alteraçoes bruscas de temperatura ambiente podem interferir nos níveis de fertilidade. É fundamental corrigir estes problemas antes de se iniciar um programa de inseminaçao artificial. Higiene, controle de moscas e roedores fazem parte de boas práticas de manejo e podem aumentar as taxas de fertilidade. Evitar as inseminaçoes com semen sexado durante os dias de temperatura muito alta que excedam a média da regiao.