08/05/2017


    ASBIA prevê crescimento da IA e inicia atividades do Laboratório de Análise de Sêmen


    ( Fonte: Assessoria de Imprensa da Asbia)

    Com expectativa de elevar o número de análises de sêmen animal em 2017, a Associação Brasileira de Inseminação Artificial (ASBIA) já iniciou as operações do Laboratório de Análise de Sêmen ASBIA-BIO. A solenidade de descerramento da placa em homenagem ao marco inicial das atividades ocorreu esta semana, no dia 3 de maio, em Uberaba/MG, na maior feira de bovinos do país, a ExpoZebu 2017, e contou com a presença de diversas lideranças do setor pecuário. Para o presidente da ASBIA Sergio Saud, tudo indica que 2017 será um ano de recuperação para o setor, com os produtores rurais investindo mais na inseminação artificial. "O preço do leite está em alta e os custos de produção se mantêm em níveis abaixo de 2016, o que já fez com que os produtores voltassem a investir na melhoria genética do rebanho. O produtor não pode deixar de inseminar suas vacas, pois corre o risco de perder lucratividade nos próximos anos", assegura Saud.  

    Esse maior investimento em inseminação artificial deve refletir positivamente no número de análises de sêmen no ano. De acordo com o gestor da BIO ? Biotecnologia Animal, Maurício Peixer, o laboratório tem capacidade para realizar a análise de 6 mil doses de sêmen de aves, bovinos, cães, equinos, gatos e suínos. "A taxa de prenhez pode ser 5% maior quando o criador utiliza uma palheta de sêmen comprovadamente adequada para a inseminação. Por isso, é importante antes da estação de monta fazer a análise do sêmen que será utilizado para evitar o uso de palheta mal conservada ou manipulada erradamente, que afeta negativamente a taxa de prenhez.", assegura Peixer. As entidades associadas da ASBIA têm direito a desconto no valor do serviço.

    As primeiras análises realizadas pelo Laboratório ASBIA-BIO foram do sêmen dos 53 touros da Pré-Seleção do Teste de Progênie da Raça Gir Leiteiro. Foram avaliadas a motilidade progressiva, o vigor, patologias e a concentração das palhetas por meio de equipamentos sofisticados capazes de determinar diferentes parâmetros de qualidade das amostras espermáticas. Apenas os touros que apresentaram avaliação andrológica positiva foram aprovados na Pré-Seleção do Teste de Progênie da Raça Gir Leiteiro.

    Tributo ASBIA
    A solenidade de início das atividades do Laboratório foi precedida pelo Tributo ASBIA, que este ano homenageou os profissionais que atuam em Pesquisa em Biotecnologia Reprodutiva. O agraciado com a comenda este ano foi o médico veterinário e professor do Departamento de Reprodução Animal da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo (FMVZ/USP), Pietro Sampaio Baruselli. Com Pós-Doutorado pela Universidade de Queensland - Austrália, Baruselli é representante brasileiro em duas entidades internacionais, Standing Committee do International Congress of Animal Reproduction (ICAR) e International Buffalo Federation (IBF), e foi presidente da Sociedade Brasileira de Tecnologia de Embriões (SBTE) entre 2012 e 2013 

    Comentários

    Nenhum comentário foi enviado até este momento. Seja o primeiro.