26/03/2019


    Tour Técnico Corte termina com mais de 3 mil quilômetros rodados


    Depois de 11 dias de viagem, chegou ao fim a 10ª edição do Tour Técnico Corte da ABS. Foram mais de 3 mil quilômetros rodados com visitas a fazendas representativas da cadeia produtiva da carne nacional em quatro estados: Mato Grosso, Paraná, Goiás e Mato Grosso do Sul. A última visita foi realizada na quinta-feira (21).

    No decorrer da segunda semana da viagem, a equipe da ABS, composta por cerca de 10 representantes, já havia passado pela Fazenda Agronova e pela Tulipa Agropecuária. Para fechar o tour com chave de ouro, a última visita foi à Fazenda São Joaquim, pertencente à Campo Nutrição Animal, em Jandaia (GO).
    De acordo com o técnico de corte da ABS, Eduardo Souza, a propriedade destaca-se pela utilização da tecnologia a serviço da eficiência. "Além de ser uma fazenda comercial, a Campo também se dedica à pesquisa e validação de produtos, para dar apoio à equipe de técnicos e fazer a extensão para os clientes", comenta.
    Eduardo revela que um dos segredos da fazenda é a maximização da utilização de pastagem, com um sistema de lotação rotacionado e de lotação alternada. "Com esses projetos, a equipe comprova que uma propriedade de 200 hectares tem condições de verticalizar e obter um retorno com alto lucro líquido por hectare", avalia o técnico.
    A equipe da ABS teve a oportunidade de conhecer o sistema de módulos de pastagens e a criação de engorda de novilhas, além do projeto de precocinhas que são desafiadas com uma nutrição adequada e com um excelente índice de prenhez.
    "Também pudemos observar o módulo de InterGado que está instalado na fazenda, que serve como base para muitas pesquisas na área de nutrição", ressalta Eduardo.
    O Tour Técnico Corte da ABS é uma viagem anual promovida pela empresa em que representantes da equipe visitam os principais fornecedores de genética para a bateria de touros voltados para a cadeia produtiva da carne.
    Este ano, o tour passou por um total de oito fazendas, onde se trabalha o melhor da pecuária de corte nacional.
    Confira o roteiro da viagem:
    Em primeiro lugar, a equipe da ABS visitou a Fazenda Santa Nice, que desenvolve um trabalho de referência focado na avaliação genética do rebanho. Além de participar dos programas Geneplus/Embrapa e PMGZ, a Santa Nice também possui um banco de informações fenotípicas que, juntamente às avaliações genômicas, facilita a tomada de decisões para dirigir os acasalamentos.
    A Genética Aditiva também fez parte do roteiro. A criação de Nelore da fazenda é um dos melhores exemplos de um sistema focado na eficiência alimentar, nas DEPs, precocidade e fertilidade, contribuindo para uma progressão genética notável. A propriedade é a casa de touros renomados do mercado, como o REM Caldonegro, líder dos principais sumários do país.
    A visita seguinte foi à Nelore RG, fornecedora de genética para a linha de embriões NEO, e casa de touros como o Vencius, Consórcio, Épico e Ídolo. Os participantes do tour conferiram um lote de precocinhas e avaliaram o rebanho como o melhor plantel mocho da atualidade.
    O tour passou, então, pela fazenda Agropontieri, uma referência no Nelore CEIP, em Joviânia (GO). É a fazenda número 1 do programa Qualitas, com foco na precocidade e fertilidade. O rebanho inclui animais com índices excelentes e que mostram a qualidade da genética, como o Sherlock e o Qualitas Quick.
    A primeira semana encerrou-se com a visita à fazenda Vera Cruz, onde a equipe trabalha a precocidade sexual do rebanho há mais de cinco anos. O trabalho da fazenda é baseado nas DEPs, e a empresa participa de programas como o PMGZ, Geneplus, Qualitas e ANCP, consolidando uma coleta robusta de informações que envolvem avaliações de diversos tipos.
    O tour foi retomado na segunda semana com a visita à Agronova, em Torixoréu (MT), propriedade dedicada à criação de Nelore PO e participante do programa de melhoramento genético da ANCP. Focada no uso das tecnologias mais inovadoras, a fazenda é focada na precocidade, na avaliação genômica, nos índices econômicos e, ainda, na eficiência alimentar.
    No dia seguinte, foi a vez da Tulipa Agropecuária, em Goiás. Há mais de 16 anos, a fazenda participa do programa de melhoramento genético da Delta Gen e, por muito desse tempo, foi a propriedade com o maior percentual de obtenção de CEIP, mantendo-se até hoje como uma das principais empresas do programa.




    Novidades ABS

    1